Sobre filhos e lápis quebrado

Miguel veio até mim ontem com cara de choro e disse:

“Mamãe, sem querer sentei no meu lápis e ele quebrou…

Resolve pra mim?”

Respondi que ele agora poderia ter dois lápis e já ia pegando um apontador pra fazer 2, de 1, quando ele segurou minha mão e disse:

“Não quero dois mamãe, eu trouxe o lápis pra você consertar pra mim!”

Enquanto pegava uma fita e tentava juntar as duas partes do lápis, fiquei refletindo no quanto os nossos filhos depositam na gente a confiança para resolver os problemas deles.

Foram dois sentimentos:

– Ele confia em mim pra resolver 

– Ele nem se esforçou pra descobrir um caminho pra resolver porque sabia que eu o faria.

Hoje, sendo só um lápis quebrado, fica bem fácil de resolver, mas, amanhã, na vida real, não vai ser bem assim que as coisas vão acontecer …

A gente tem a mania de querer resolver tudo pelos nossos pequenos. E isso vai criando pessoas extremamente dependentes de nós!

Isso NÃO É SAUDÁVEL!

Mas Lia, que mal tem? Eles vão crescer logo, essa fase vai passar…

Quantos adultos vocês conhecem que vivem limitados por terem tido tudo na mão desde sempre? 

Vocês acham que ficaram assim depois de adultos? Ou tiveram uma infância com muitas facilidades e concessões?

Precisamos entender que criamos os nossos filhos para o mundo e não para nós.

Desenvolver a autonomia deles fará com que, na fase adulta, eles se lembrem com carinho de como foi você que os guiou nesse caminho!

Que foi você que deu as ferramentas que os fizeram capaz de crescer e florescer na vida…

Foi você que os ajudou, mas foram eles que fizeram…

Pense nisso!

(Ah! E no próximo lápis que quebrar, Miguelito vai ganhar uma aula de como arrumar um lápis com uma fita ao invés de um lápis já arrumado , porque, assim como vocês, também estou na luta para melhorar a cada dia!).

Agora conta pra mim, o que você tem feito pelos seus filhos que eles podiam claramente já estar fazendo sozinhos?

Compartilhe:

Mais notícias

Projeto Foca todo dia

Sim, em fevereiro de 2022 eu completarei 40 anos e essa data merece uma preparação especial! Mas é claro que eu não conseguiria fazer isso

Música e Motivação no Treino

Escutar a sua música favorita sempre te trás bons sentimentos não é mesmo? Agora que tal aliar esses bons sentimentos à sua prática de exercícios

Envie uma mensagem

×